Notícia

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Instituto de Tecnologia em Informática e Informação do Estado de Alagoas
Sexta, 23 Novembro 2018 19:14
ESTABILIDADE

Itec economiza R$ 200 mil para o Estado na aquisição de novos geradores

Equipamentos são preparados para aguentar grandes intervalos sem energia elétrica

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Geradores darão estabilidade aos serviços do Estado Geradores darão estabilidade aos serviços do Estado Ascom/Itec
Texto de Isaac Moraes

Dois novos geradores adquiridos pelo Instituto de Tecnologia em Informática e Informação (Itec) se unem ao nobreak do Instituto para preparar a infraestrutura do órgão para o novo Data Center e assegurar o melhor funcionamento dos serviços do Estado.

Os equipamentos foram adquiridos por meio de parceria com a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), à qual é vinculado, e com a Secretaria de Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), das quais recebeu a cessão de uso das máquinas por tempo indeterminado. Os geradores estavam inativos em ambas as secretarias e, caso o Instituto fosse comprar equipamentos semelhantes, cada um deles custaria entre R$ 100 mil e R$ 120 mil.

“Nós recebemos da Secti um gerador de ultima geração, de 260 Kilovoltampere (kVA), de alta capacidade, que sozinho já supre toda a energia do prédio. Só que, como diria aquele velho ditado, ‘quem tem um, tem nenhum’. Então, em parceria com a Seplag, recuperamos outro gerador de menor potência, 150 kVA. Na falha de um, eu tenho o outro. Sabemos de geradores dessa marca que ficaram 30 dias funcionando sem parar”, explicou Álvaro Oliveira, gerente de Operações do Itec.

“Nos últimos meses, o Itec está passando por total reformulação nos procedimentos da área técnica, desde a revisão do cabeamento estruturado até o cabeamento elétrico. É um período de turbulência, mas se trata de equipamentos que pesam em média 7,5 toneladas para poder manusear. Tudo visando oferecer melhor estabilidade”, finalizou o gerente de Operações.

Para o superintendente do Itec, Adolfo Bernardes, a estabilidade dos serviços é um dos principais bônus do Estado com as novas máquinas.

“Além do ganho financeiro significativo, os serviços não serão paralisados. Isso é importante, principalmente, para as secretarias cujos sistemas precisam estar ligados 24 horas. Além do nosso nobreak, existem agora dois geradores caso falte energia num intervalo grande e o nobreak não suporte, por exemplo, um dia inteiro. Esse é um dos nossos maiores ganhos”, enfatizou Bernardes.

O antigo gerador do Itec, que tem potência de 110 kVA, apesar de não suprir mais a necessidade do Instituto, está em pleno funcionamento e foi doado por intermédio de termo de cooperação à Junta Comercial do Estado (Juceal), que se preparava para adquirir um de 55 kVA. Isso reforça a visão holística do Itec de trabalhar em parceria com todos os órgãos e prover a tecnologia de alto nível que ao Estado.